Ainda não foi dessa vez!

Tutty Vasques

09 Agosto 2014 | 06h13

ilustração pojucanO fim do mundo frustrou novamente o noticiário econômico que disputa com as editorias de Meio Ambiente e Internacional a primazia da manchete ‘Ferrou tudo!’ A volta do IPCA acumulado do ano para o teto da meta – consequência do avanço ridículo de 0,01% da inflação em julho – foi um balde de água fria na panela de pressão de índices negativos que engrossavam o caldo do apocalipse financeiro.

Os economistas não sabem o que deu errado! Justo agora que, simultaneamente à retração do PIB, o País obteve a pior queda da produção industrial dos últimos 5 anos, quando todos apostavam no desemprego e já havia até quem falasse em “estagflação”, o IPCA faz um papelão desses com os analistas de mercado, caramba!

Não que, por causa disso, o mundo não vá acabar: enquanto houver guerras e estiagens as chances de o pior acontecer a qualquer momento são boas, mas, não há como negar, a Economia perdeu espaço no noticiário do fim do mundo.