Alma do negócio

Tutty Vasques

12 de agosto de 2013 | 22h23

reproduçãoMuito se fala nas despesas do governo com propaganda, mas o sucesso da tal primeira Pesquisa Nacional de Saúde vai depender muito de uma ampla campanha institucional para que a população receba bem o agente do IBGE que bater à porta de casa para colher amostras de sangue e urina.

Irritado do jeito que anda com o poder público, o brasileiro pode reagir mal e mandar o pesquisador praquele lugar de outro exame não solicitado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.