Alternativas nativas

Tutty Vasques

16 de julho de 2013 | 02h31

Para fugir da espionagem dos serviços de inteligência dos EUA, ministros bolivianos não trocam mais informações por celular ou e-mails.

Sinais de fumaça e tambores são, hoje em dia, meios de comunicação muito mais seguros.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.