Ambulatório da notícia

Tutty Vasques

20 de abril de 2008 | 14h10

Farah Jorge Farah, que como previa o nome um dia fez, pegou 13 anos de cadeia, ou seja, o ex-médico vai continuar solto pelo esquartejamento em 2003 de uma ex-paciente, a quem acusa de ser sua ex-namorada. Tão grave quanto a injustiça com a vítima, o julgamento trouxe de volta ao nosso convívio uma figura bizarra que o noticiário já havia deletado do seu arquivo de assombrações. Parece personagem de filme do Zé do Caixão, talvez por isso sua defesa tenha exibido ‘Atração Fatal’ para o júri popular. Qualquer coisa que nos ajude a esquecer Farah Jorge Farah é bem-vinda.

Esta e outras lambanças da semana você encontra no ‘Ambulatório da notícia’.

Entre aqui.