Até a última gota

Tutty Vasques

14 Agosto 2014 | 06h04

REPRODUÇÃONo futuro, imagino, os conflitos pela água entre Rio e SP não serão mais mediados por nenhuma agência reguladora do uso de recursos naturais. Se Deus quiser não estaremos mais aqui pra ver, mas tudo indica que, lá pelas tantas, caberá à ROTA defender a vazão reduzida do Rio Jaguari e ao BOPE abrir esta torneira a todo custo.

Calma! Nada é pra já e logo, logo cariocas e paulistas já nem estarão mais preocupados uns com os reservatórios dos outros: a disputa será entre caixas d’água da mesma rua. Sei lá o que pode acontecer com quem tiver a cisterna maior para defender da turba sedenta.

Há uns 20 anos, delirei a respeito com uma amiga que, antevendo a seca que ninguém pressentia, procurava fonte própria para viver. Quase brigamos por causa disso, e hoje vejo que ambos tínhamos razão: a água vai acabar como ela previa e, como eu temia, não haverá saída pessoal no fim do mundo que se anuncia, mas olha só: falta muito tempo para isso, tá? Relaxa aí, vai!