Beyoncés aos montes!

Beyoncés aos montes!

Tutty Vasques

14 de fevereiro de 2010 | 09h28

ILUSTRAÇÃO POJUCAN

ILUSTRAÇÃO POJUCAN

Como uma cinderela do mundo pop, a cantora Beyoncé foi vista pela última vez no Brasil à 0h de quinta-feira deixando Salvador às pressas, antes que seu rebolation virasse abóbora atrás de um trio elétrico qualquer. Se dias antes, misturada a um grupo de passistas cariocas, ela já havia praticamente sumido na gravação de clipe no morro, imagina agora que a sensualidade da mulher brasileira está à solta nas ruas de todo o país. Com todo respeito ao ziriguidum da artista americana no palco, a nível de mulata no chão, francamente, ela não ganharia nenhum desses concursos de musa do samba – espécie de Grammy do Bumbum Paticubum -, que a imprensa promove todo ano no Rio e em São Paulo. Deve ser por isso que Beyoncé decidiu passar o carnaval na Argentina. Lá, ela é a tal o ano inteiro!

A Madonna só ficou porque é loura! Pode ir ao desfile das escolas de samba sem que estabeleçam comparações de sua performance física com as popozudas da passarela. Elas estão, aliás, por toda parte, basta ligar a televisão para flagrar Beyoncés aos montes saídas do armário da patroa em busca de 15 minutos de fama no meio de uma gente tão modesta. Toda ‘garota da laje’ vive nesta época do ano a fantasia de ser na avenida igual à popstar no palco. Com a vantagem de que jamais aconteceu de uma mulata brasileira cansar de ser sexy no carnaval.