Boato infame

Tutty Vasques

26 Março 2012 | 13h03

Ao contrário do que dizem no Twitter, Eike Batista não vendeu um tasco de sua holding por R$ 2 bilhões para pagar os honorários do criminalista Márcio Thomaz Bastos, advogado do filho do empresário no caso do atropelamento de Xerém!

Vendeu porque era um bom negócio, e não se fala mais nisso, ok?