Bom aluno

Tutty Vasques

13 Abril 2011 | 06h50

hgshssTiririca está aprendendo rápido o que faz um deputado: um dia contrata amigos para seu gabinete, no outro queima dinheiro público em viagens de turismo, de vez em quando vota errado, paga uns micos no ‘Pânico na TV’, outros no ‘CQC’ e, entre uma coisa e outra, arruma um monte de desculpas para dar à imprensa.

Cercar-se de gente incompetente é básico! Sem um assessor distraído por perto, o deputado não teria a quem responsabilizar pelo “mal-entendido burocrático” que o levou a fazer uso de verba indenizatória do Congresso para pagar a estadia de sua família no Porto d’Aldeia Resort de Fortaleza.

O erro do abestado que pediu restituição “sem querer querendo”, como diria aquele outro gaiato mexicano, foi resolvido com a devolução da mixaria de R$ 981 ao erário.

Cá pra nós, o palhaço mais votado do Brasil saiu-se dessa melhor que o presidente da Câmara dos Deputados, Marco Maia, tentando explicar a viagem oficial que faria à Espanha na companhia do filho de 13 anos e de Romário, justo na semana do clássico Barcelona x Real Madrid. O programa mixou ontem, mas maginar qualquer coisa de errado nele é, segundo o parlamentar, pura “malícia”, coisa que, convenhamos, o Tiririca não tem.