Bom é torcer pela sua rua

Tutty Vasques

05 de junho de 2010 | 09h28

reprodução

reprodução

Os concursos para escolha da rua mais enfeitada para a Copa, uma tradição promovida Brasil afora pelas emissoras de TV, criaram um novo gênero de torcedor. Gente que, a dez dias da estreia da Seleção, canta e é feliz, sem qualquer preocupação, por exemplo, com a forma física e técnica do Kaká. Boa parte dessa turma que vira noites tingindo asfalto de verde-amarelo nunca sequer ouviu falar em Josué. Que inveja! Cada um vive a grande expectativa de que, finalmente na Copa da África do Sul, sua rua vá ganhar a competição.

Fora esses populares que animam os telejornais regionais, fala sério, você conhece alguém que esteja verdadeiramente empolgado com o que o Brasil está dando pinta de apresentar a partir do dia 15 em Johannesburgo? Azar de quem é metido a entender alguma coisa de futebol: o torcedor apaixonado pelo esporte está sofrendo!

Pior que a sensação angustiante de que as coisas não estão se encaixando na Seleção, só o risco de ser interpretado como porta-voz do mau agouro. O Dunga vai achar que você está torcendo contra e, se descobrirem onde você mora, companheiro, toda sua rua poderá ser prejudicada num desses concursos da pátria de chuteiras. Pense nisso antes de sair por aí dizendo o que pensa!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.