Bom Senso na Política FC

Tutty Vasques

22 de novembro de 2013 | 02h08

REPRODUÇÃOSe até no futebol, onde impera a ditadura dos cartolas, está sendo possível juntar líderes de times adversários em defesa da moralidade no esporte, por que diabos não surge em Brasília uma espécie de Bom Senso FC da política? Não havendo em cada um dos grandes partidos um punhado de boas cabeças preocupadas com a guerra de quadrilhas em curso no noticiário político, francamente, melhor tirar o time de campo.

Todo parlamentar descomprometido com tudo-isso-que-aí-está deveria adotar o movimento dos jogadores como exemplo de ação direta. Até o lema do Bom Senso FC (‘Por um futebol melhor para todos’) poderia ser adaptado a uma hipotética mobilização suprapartidária de homens públicos do bem (‘Por uma política melhor para todos’).

Quem sabe o próprio Aécio Neves não consegue desenguiçar sua candidatura nas pesquisas se ajudar a estender diante do STF uma faixa com o slogan inaugural do Bom Senso na Política FC: ‘Pra que transformar o Genoino em mártir, caramba?’

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.