Bunga-bunga geriátrico

Tutty Vasques

12 de abril de 2014 | 06h26

reproduçãoA notícia de que, condenado a quatro anos de prisão por fraude fiscal, Silvio Berlusconi tem boas chances de cumprir pena alternativa de nove meses de trabalho voluntário uma vez por semana em asilo da Lombardia provocou alvoroço na maior instituição pública de assistência a idosos do norte da Itália. A expectativa de um bunga-bunga geriátrico tirou os velhinhos abandonados do sério!

Faltando ainda alguma coisa entre quatro e 15 dias para o tribunal de Milão bater o martelo sobre o mico comunitário mais apropriado ao ex-premiê, pelo menos três internos da supracitada casa de repouso precisaram de atendimento médico nas últimas 24 horas para controlar a pressão arterial espontânea.

Isso quer dizer o seguinte: por pior que seja o mal que nos atormenta, há sempre uma virtude nele inexplorada. Tem coisa melhor que a possibilidade de Silvio Berlusconi fazer bem a alguém? Pode acontecer, pense nisso!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: