CCAG de rir

Tutty Vasques

18 de maio de 2012 | 07h44

Como homem de rádio, profissional da palavra falada, Anthony Garotinho devia repensar a sigla do centro cultural que leva seu nome.

CCAG, francamente, pode ser de rir, mas também de medo, de nome sujo na praça ou simples dor de barriga.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.