Chance desperdiçada

Tutty Vasques

12 Dezembro 2013 | 00h05

O falso especialista em linguagem de sinais que, através do telão do Soccer City de Soweto, traduzia sem qualquer sentido para surdos os discursos de autoridades no funeral de Nelson Mandela perdeu ótima oportunidade de usar gestos que todo mundo conhece e todo sul-africano gostaria de fazer durante a fala sob vaias do presidente Jacob Zuma.