Chávez vive!

Tutty Vasques

20 Fevereiro 2013 | 02h47

REPRODUÇÃOA desconfiança natural sobre o que é real ou tão-somente virtual nas redes sociais cresceu significativamente depois que Hugo Chávez foi removido pelo Twitter de um hospital de Havana para outro em Caracas.

Saiu de Cuba com problemas respiratórios graves e, 140 milagrosos toques depois, estava “aferrado a Cristo” na Venezuela, “caminhando e forte”, teria testemunhado uma enfermeira bolivariana desde pequenininha.

“Chegou como Papai Noel”, comentam os tuiteiros dissidentes do chavismo: “Todo de vermelho, na calada da noite e só os inocentes acreditam nisso!”

Eu não acredito nem em bruxas, mas daí a suspeitar que Hugo Chávez não tenha sequer voltado à Venezuela ou – pior ainda! – que talvez nem vivo esteja, peralá, é cedo ainda para se esculhambar a informação online deste jeito.

De perfis falsos, a comunicação digital está cheia, mas não se tem notícia de celebridade – ainda mais no caso de um presidente da República – que tenha saído de cena para reinventar a própria história no Twitter.

‘No lo creo!’

Hugo Chávez ainda respira em um hospital militar de Caracas, e não se fala mais nisso, ok?!