Coisa de tarado

Tutty Vasques

31 de maio de 2012 | 14h19

ilustração pojUcano deputado que deixou cair de seu bolso no plenário da Câmara uma calcinha vermelha e branca GG é até agora o único suspeito de envolvimento no roubo de um vibrador de ouro de R$ 8 mil levado de uma sex shop em Brasília.

Claro que, mais até que qualquer outro no Congresso, o suspeito tem o direito constitucional de ficar calado.