Conto do vigário

Tutty Vasques

08 de fevereiro de 2008 | 11h56

Versão evidentemente falsa do tal cartão de crédito corporativo do governo já está à venda em algumas das melhores calçadas do Rio e de São Paulo.

Camelôs chamam a freguesia aos gritos de “cartão da Matilde na minha mão é R$ 10”.

A indústria da pirataria se isenta de responsabilidade na operação.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: