Criança desesperança

Tutty Vasques

05 de janeiro de 2008 | 11h28

Quem se lembra de Elian Gonzalez, o “menino-náufrago”, que em 2000 foi alvo de uma batalha judicial entre autoridades cubanas e anticastristas de Miami?

Só perde para o drama do garoto Emmanuel, nascido no cativeiro das Farc, criado num orfanato de Bogotá, peça chave no frustrado resgate de reféns em poder dos guerrilheiros.

Que Deus os proteja da estupidez política dos homens.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.