Cruz credo!

Tutty Vasques

02 de junho de 2011 | 06h39

gdgdgdO carioca que de sua janela vê o Corcovado – o Redentor, que lindo! – tem levado um susto atrás do outro. Desde o início de março, quando a estátua ganhou iluminação LED capaz de combinar mais de 1 mil cores diferentes, a novidade vem sendo operada abusivamente. Na noite de anteontem, a brincadeira passou dos limites: o Cristo varou a madrugada vermelho da cabeça ao pedestal. Que Deus me perdoe, mas parecia o capeta!

Tingido de ‘coisa-ruim’ para lembrar a passagem do Dia Mundial Sem Tabaco, o monumento tem mudado de cor constantemente em função de seu engajamento em campanhas de ocasião. Já ficou rosa contra o câncer de mama, vermelho e amarelo em alerta de combate à hepatite, azul em atenção ao autismo, todo amarelo para advertir sobre a violência no trânsito, cada dia de uma cor no Carnaval, roxo na Quaresma…

Mais colorido que arco-íris, periga noite dessas ser involuntariamente associado ao movimento gay. Taí um bom argumento para convencer a Igreja a conservar o Cristo Redentor em sua tonalidade original valorizada pela potência da iluminação LED.

Amém!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.