Deu a louca no mundo

Tutty Vasques

08 de dezembro de 2010 | 16h08

Não causaria espanto algum a suspeita de que o serviço secreto americano teria tramado vazamento na camisinha do dono da WikiLeaks, Julian Assange, para incriminá-lo por estupro na Suécia.

Nada, hoje em dia, é suficientemente absurdo para parecer improvável.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: