Diplomacia consciente

Tutty Vasques

26 de abril de 2009 | 07h10

O Brasil teve bons motivos para não citar o nome Mahmoud Ahmadinejad na crítica velada que fez ao presidente do Irã na ONU.

O que tem de gente com língua presa hoje em dia no Itamaraty, francamente, melhor evitar.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.