E o Oscar vai pra…!

Tutty Vasques

14 de dezembro de 2011 | 06h43

reproduçãoTermina amanhã, quando completa 104 anos de idade, o inferno astral de Oscar Niemeyer, que aproveita a data para celebrar com poucos amigos no escritório de Copacabana a inauguração de um novo ciclo solar em sua vida zodiacal. Neste mês que antecede o aniversário, o grande ícone da moderna arquitetura brasileira quase só protagonizou más notícias mundo afora.

Muito criticado no Rio pelo projeto da casa de shows que desenhou para a churrascaria Porcão no filé-mignon do Parque do Flamengo, o inventor de Brasília passou dia desses por constrangimento ainda maior: o governo das Astúrias simplesmente mandou fechar o Centro Niemeyer de Avilés, na Espanha, inaugurado há 1 ano em homenagem ao gênio do traço simples.

Se isso não é inferno astral – comunista não costuma acreditar em horóscopo –, francamente, deve estar na moda bater em velhinhos.

Aos 95 anos, João Havelange tem apanhado um bocado na mídia faltando ainda quatro meses para o seu inferno astral. Não que ele não mereça, mas porque não o atacaram quando ele era presidente da Fifa, caramba?

Parece que a próxima da fila é a Hebe Camargo, coitada!