Eleição enguiçada

Eleição enguiçada

Tutty Vasques

07 de novembro de 2014 | 00h03

Tutty.blog.tuneldotempoDaqui a alguns anos, talvez uma década, ‘2014, a eleição que não terminou’ vai virar título de best-seller – o imortal Zuenir Ventura já teria inclusive registrado a autoria do título na Biblioteca Nacional. Você também não acorda todo dia com a sensação térmica de que o calor das urnas não tem data para acabar?

 

Como se não bastasse o noticiário enguiçado do Congresso, quis o destino que o Cruzeiro de Aécio Neves e o Atlético Mineiro da presidente Dilma conquistassem o direito de decidir em BH a Copa do Brasil. Tem tucano na Savassi falando em revanche! De novo vão jogar sujo nas redes sociais, pôr resultado em dúvida e, se a disputa for para os pênaltis, capaz de o perdedor comemorar a derrota apertada.

 

As finais merecerão, decerto, destaque em ‘2014, a eleição que não terminou’. A virada do ano na casa do Luciano Huck, mal comparando com o réveillon da Helô na reflexão do autor em ‘1968, o ano que não terminou’, também deve ser um capítulo à parte.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.