Em off ninguém é normal

Tutty Vasques

06 de abril de 2013 | 06h32

reproduçãoExistem dois tipos de homens públicos no mundo: um que a gente conhece de ouvir falar e outro com os microfones desligados! Em off, todo chefe de estado é meio Silvio Berlusconi, disso não escapa nem o presidente gente boa do Uruguai, Jose Mujica.

Exposto dia desses pelo vazamento de som na antessala de uma entrevista coletiva, o bom e velho ‘Pepe’ parecia ter recebido o santo do ex-premiê italiano ao comparar Cristina a Néstor Kirchner na presidência da Argentina: “Esta velha é pior que o caolho!”

No calor da saia justa, mal refeito do flagrante de áudio, Jose ‘Pepe’ Mujica ainda piorou o soneto com a emenda “eu estava falando do Lula”, sem esclarecer se o brasileiro, no caso, era a “velha” ou o “caolho” da trama.

O governo argentino considerou a gafe do vizinho da Bacia do Prata “ultrajante”, mas não foi isso, decerto, o que disse em off a viúva quando soube das “ofensas” feitas a ela e, em especial, ao falecido.

A certa altura da reação furiosa que a presidente teve em off, quem passava perto da Casa Rosada ouviu claramente os gritos de “maricón, borracho, fumador de marijuana, hijo disso, hijo daquilo…”
Daí pra baixo!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.