Então tá!

Tutty Vasques

08 de outubro de 2009 | 13h50

ilustração pojucan

ilustração pojucan

Já passam de dez as exigências com data-limite, de lado a lado, desde a volta de Manuel Zelaya a Tegucigalpa. 

Ontem, o presidente deposto fixou o próximo dia 15 como prazo limite de seu retorno ao poder. Isso quer dizer o seguinte:

Nada, absolutamente nada!

Honduras é a desmoralização do ultimato!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.