Errar é humano, já o Pato…

Tutty Vasques

25 Outubro 2013 | 00h03

ilustração pojucanÉ duro admitir, mas dessa vez a torcida do Corinthians tem razão: o Pato não tem desculpa! Todo mundo erra, mas daquele jeito ridículo, francamente, nem a festa de casamento desse rapaz com a atriz Sthefany Brito para 1.500 convidados no Copacabana Palace foi tão patética.

Só perde pênalti quem bate, dizem, mas a maneira como ele perdeu, fala sério, só os bailarinos clássicos têm aquele tipo de relação com a bola. Ele partiu para ela como se fosse dar uma dupla pirueta no ar antes de tocá-la. Dava para ler seus pensamentos: “Olha como eu sou incrível, como é fácil pra mim, é chato ser gostoso, vocês querem cavadinha?”

Na hora da patada, subiu nas pontas! Aos olhos do bando de loucos que a tudo assistia na arena do Grêmio, a delicadeza daquela cobrança superou em indecência o flagrante do selinho do Sheik no seu melhor amigo.

Está tudo acabado entre eles e, mais até que no primeiro casamento do Pato, todo torcedor do Corinthians devia ter direito a cobrar pensão alimentícia na Justiça!