Falta do que fazer

Tutty Vasques

13 de dezembro de 2010 | 13h06

A revelação do óbvio é, de certa forma, o que há de mais chocante nos documentos que o WikiLeaks vazou na internet.

Por exemplo:

O que leva um diplomata de carreira americano a gastar seu tempo para comunicar ao Departamento de Estado que “a Austrália teme uma guerra nuclear se Israel atacar as instalações atômicas do Irã”?

Tem alguém que pense diferente em algum outro lugar do mundo?

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: