Faz sentido?

Tutty Vasques

14 de maio de 2010 | 17h55

ILUSTRAÇÃO POJUCAN

ILUSTRAÇÃO POJUCAN

Se, já a partir do ano que vem, o celular do paulistano passará a ter 10 dígitos, porque não adotar logo o número do CPF do assinante titular da linha?

Com 11 algarismos, as telefônicas teriam mais combinações possíveis para comercializar e o usuário um número a menos para decorar.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: