Fenômeno tem limite

Tutty Vasques

12 de março de 2009 | 22h58

O chato desse negócio do Ronaldo começar jogando é que quando ele faz gol no segundo tempo não tem mais forças para pular a placa publicitária e subir no alambrado.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.