FHC paz e humor

Tutty Vasques

02 de julho de 2011 | 06h30

ilustração pojucanO contraste entre a irritação galopante de José Serra e o bom humor crescente de FHC – parece que uma coisa é efeito colateral da outra – brilhou intensamente durante a festa suprapartidária no Senado pelos 80 anos do ex-presidente. Aparteando a troca de mimos entre o aniversariante e a presidente Dilma – rasgação de seda mediada por Fernanda Montenegro -, o ex-governador saiu dando botinada nos adversários para sublinhar os elogios ao aliado.

Ele próprio, no final, se deu conta do constrangimento ao redor: “Eu não estava mal humorado não, né?” – buscou o consolo de bajuladores de mesma plumagem. “Nãaaaooo!!!”

Não conseguiu estragar a confraternização nem o estado de graça do homenageado, mas a quinta-feira ainda lhe reservava revés mais doloroso: ao abrir o computador naquela noite, descobriu que seu Twitter fora hackeado por gente de seu próprio partido. Quem mais postaria em nome do Serra a mensagem “Parabéns ao meu amigo Fernando Henrique Cardoso”? Parece coisa do próprio FHC, né não? Hacker nenhum tem esse humor todo!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: