Fica o dito pelo não dito!

Tutty Vasques

31 Outubro 2013 | 02h21

ilustração pojucanA polêmica das biografias não autorizadas chegou, enfim, aos salões de beleza! Dia desses, uma dona que fazia as unhas tentava explicar a outra que, lendo ‘Caras’ enquanto pintava o cabelo, não conseguia entender o que querem, afinal, os artistas: “Ih, minha filha, a conciliação entre a liberdade de expressão e o direito à privacidade é um negócio tão complicado quanto a nossa luta para harmonizar a fome com a vontade de manter a forma!”

Não é bem isso, mas – e daí? – os artistas também não andam falando coisa com coisa no afã de emendar o soneto da censura prévia inicialmente entoado por Roberto Carlos, com backing vocals de Caetano, Gil, Erasmo e Djavan. “Queremos que nos ouçam”, diz agora o Rei, como se o Brasil ainda não tivesse ouvido ‘Esse cara sou eu’ o bastante.

O vídeo divulgado anteontem pelo ‘Procure Saber’ mostra os artistas visivelmente tristes não se sabe exatamente com o quê! Tá certo que andaram dizendo bobagens, mas quem liga pra isso no Brasil, caramba? Segue o jogo!