Hoje é dia de 25 horas

Tutty Vasques

19 de fevereiro de 2011 | 06h52

fzdhdComo se não bastasse a mão-de-vaca oficial no reajuste do salário mínimo, o governo vai devolver à meia-noite de hoje, sem juros ou qualquer correção, os 60 minutos que tomou de grande parte dos brasileiros no início do horário de verão, há 4 meses. A oposição falhou de novo: não conseguiu os 15 minutos extras que pleiteava no Congresso a título de cala-boca para o trabalhador.

O Palácio do Planalto, por sua vez, alegou que um dia de 25h15 oneraria os cofres públicos em R$ 2.234.876.193,83, colocando a perder praticamente toda a economia gerada pela queda do consumo de energia no período que se encerra. Como a oposição não sabe mesmo fazer contas, não houve contra argumentação, e ficou por isso mesmo: as regiões Sul, Sudeste e Centro-Oeste do País terão agora de volta a hora cheia surrupiada em outubro, e nem mais um segundo de lambuja.

Não é nada, não é nada, pelo menos não houve calote, né? Imagina se a “base aliada” resolve não devolver porcaria nenhuma! Vamos lá, sorria! Hoje o dia tem 25 horas, mano! Não deixe que nenhuma notícia de Brasília estrague seu fim de semana. Deve estar o maior Sol lá fora!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.