Irresistível

Tutty Vasques

12 Setembro 2013 | 14h15

reproduçãoTrancados no gabinete para assistir ao julgamento do mensalão, o deputado João Paulo Cunha e um de seus assessores políticos mais próximos não resistiram.

Dormiram juntos logo no início da leitura do voto de Teori Zavascki sobre o acolhimento dos embargos infringentes no julgamento do mensalão.

Não à toa, o apelido do ministro na hora do recreio do STF é ‘Boa Noite, Cinderela’!