Já fez sua ‘Sabatina’ hoje?

Tutty Vasques

29 de março de 2008 | 21h59

Será que um dia ele vai admitir que pôs tachinha na cadeira da professora, espiou a vizinha pelo basculante do banheiro, pulou a catraca do metrô e foi de curioso a uma sauna gay no Village? Especula-se em Manhattan sobre as transgressões que restam ainda ao novo governador de Nova York confessar preventivamente. David Paterson, que logo após a posse declarou espontaneamente que não lhe falta cometer adultério, contou esta semana ao canal de televisão NY1 que já fumou maconha, cheirou cocaína e o escambau. Teria parado com tudo no final da década de 70 – antes, portanto, de pular a cerca do casamento.

Primeiro governador negro de NY, primeiro deficiente visual a governar um estado americano, Paterson é agora também pioneiro na estratégia política de ir logo entregando seus podres à imprensa para não dar este prazer a uma prostituta qualquer. Está desde já livre do pecado de seu antecessor Eliot Spitzer, que despencou do posto de guardião da moralidade direto pros quintos dos infernos dedurado pela cafetina do Espírito Santo.

A se manter afastado de escândalos até o fim de seu mandato, será preciso recalcular a máxima ‘em terra de cego quem tem um olho é rei’. Cinco por cento de uma das vistas já bate um bolão. Tanto assim que Paterson só usa – e assim mesmo muito raramente – um dos recursos abaixo relacionados. A pergunta é QUAL?
a) braile
b) cão-guia
c) bengala
d) óculos escuros

Esta e outras questões irrelevantes do noticiário da semana você encontra na ‘Sabatina do Tutty’.

Entre aqui.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: