Justiça seja feita

Tutty Vasques

13 Agosto 2012 | 18h49

Em, defesa de Celso Russomano, que usou sua cota parlamentar de passagens aéreas para levar a filha a Nova Iorque e a mulher a Montevidéu, deve-se dizer que, ao contrário de uns e outros, ele pelo menos não gastou nosso dinheiro em passeios com a sogra no exterior.