Justiça seja feita

Tutty Vasques

01 de agosto de 2010 | 10h51

Rubinho Barrichello foi o único piloto macho no GP da Hungria.

Não fosse a ultrapassagem sensacional que fez sobre Michael Schumacher na disputa pelo décimo lugar, o momento mais emocionante da corrida teria sido a confusão nos boxes provocada pela entrada do carro de segurança na pista.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.