Linha dura

Tutty Vasques

22 Março 2012 | 14h50

reproduçãoA Marinha e o Exército querem barrar em suas escolas de formação de oficiais cadetes com tatuagens que façam “alusão à ideologia terrorista ou extremista contrária às instituições democráticas, à violência, à criminalidade, à ideia ou ato libidinoso, à discriminação ou preconceito de raça, credo, sexo ou ainda à ideia ou ato ofensivo às Forças Armadas”.

Isso quer dizer o seguinte:

borboletinha na virilha, pode!