Longe daqui, aqui mesmo

Tutty Vasques

08 de janeiro de 2008 | 22h34

O promotor Roberto Porto é, desde já, sério concorrente ao mico do ano.

Fez pose no ‘Jornal nacional’ para revelar suspeitas de que os quadros de Picasso e Portinari roubados no MASP teriam tomado o destino do Leste europeu e, três minutos depois, Sandra Annenberg anunciou que os quadros foram encontrados pela polícia na zona Leste de São Paulo.

Acertou a direção, mas errou feio na distância.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.