Mal-agradecidos

Tutty Vasques

30 de julho de 2014 | 11h18

Os bancos comerciais têm todo direito de mal avaliar o candidato que bem entender, mas, no caso da Dilma, é ingratidão.

Só o lucro dos bancos continua inabalável no País, caramba!