Melhor assim

Tutty Vasques

20 de julho de 2014 | 18h16

Justiça seja feita à torcida da seleção de vôlei – tão criticada pela autoria do cântico “eu sou brasileiro com muito orgulho, com muito amor” –, ninguém vestido de verde-amarelo no ginásio de Florença entoou o Hino Nacional à capela antes da final, contra os EUA, da Liga Mundial.

Resultado:

Perdemos do mesmo jeito, mas o mico foi bem menor!