Mocinhos ou bandidos?

Tutty Vasques

09 Outubro 2013 | 00h03

reproduçãoSeja através de pesquisa ou plebiscito, a opinião pública – ô, raça! – precisa se definir: afinal de contas, somos contra ou a favor da ação Black Bloc em protestos de rua? Sim, não ou depende da reação da polícia?

Tenho a impressão de que, ultimamente, quanto maior a truculência da repressão, melhor a foto do vândalo no álbum da sociedade civil. “Tem mais é que quebrar!” – a garotada classe média repete na hora do recreio da escola a palavra de ordem que ouve em casa.

Em situações como a de segunda-feira, quando o quebra-quebra correu até certo ponto mais ou menos frouxo no Rio e em SP, a população fica chocada com a ferocidade da rapaziada mascarada no ‘Jornal Nacional’. “Tem mais é que prender!” – muda-se de ideia à medida do recuo da tropa de choque.

A violência da PM é, neste sentido, necessária para o brasileiro separar mocinhos de bandidos! Por essas e por outras é que, não é de hoje, corre na internet o movimento “Cadeia para a opinião pública”. Eu apoio!