Muita sorte

Tutty Vasques

29 de março de 2009 | 20h44

Sozinho, o goleiro Júlio César não faz milagres.

Não fosse a ajudinha da já tradicional camisa lilás de Dunga à beira do gramado, o Brasil tomaria uma goleada do Equador em Quito.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.