Não caiu a ficha

Tutty Vasques

24 de outubro de 2010 | 00h02

Depois do cineasta José Padilha, diretor de Tropa de Elite2, o arquiteto Oscar Niemeyer pode retirar seu nome de manifesto pró-Dilma Rousseff.

Espera só ele descobrir que esteve esta semana num ato de apoio de artistas e intelectuais à candidata.

Tiraram-no de casa naquela noite dizendo que iam todos à posse do imortal Geraldo de Holanda Cavalcanti na Academia Brasileira de Letras.

Depois de uma certa idade, toda festa parece igual!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: