Não há taco que aguente!

Tutty Vasques

07 de agosto de 2013 | 06h08

reproduçãoEm defesa de Alex Rodriguez, astro do beisebol americano flagrado em exame antidoping, deve-se dizer que ninguém consegue namorar a cantora Madonna, a atriz Cameron Diaz e ainda rebater bolinhas com o taco sem a ajuda de um bom revigorante. Não à toa, ‘A-Rod’ ainda não havia atuado nesta temporada pelo New York Yankees em função de uma lesão do quadril.

As autoridades esportivas internacionais precisam rever os critérios que incriminam atletas com base numa lista de substâncias proibidas, desconsiderando aspectos particulares da vida do dono do xixi analisado. Não se perdoa nem o pobre coitado que busca um remedinho para aliviar seu sofrimento com prisão de ventre ou nariz entupido.

Na semana passada, a Fifa chegou ao cúmulo de suspender um jogador do Taiti examinado na Copa das Confederações, sem levar em conta que para manter toda aquela simpatia depois de perder de 8 a 0 para o Uruguai só tomando um negocinho qualquer para descontrair.

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.