Notas biográficas

Tutty Vasques

24 Outubro 2013 | 00h03

reproduçãoEm entrevista ao jornal inglês ‘The Times’, Yoko Ono agradeceu a Paul McCartney por ter praticamente reescrito a história da viúva de John Lennon ao isentá-la, 40 anos depois, de culpa pelo fim dos Beatles. Isso quer dizer o seguinte: só aqui no Brasil, o artista acha que pode ter controle sobre a própria biografia.

Eriberto Leão, por exemplo, tem a prerrogativa legal de decidir se autoriza ou não que conste de sua biografia de galã da TV Globo o beijo na boca que tascou suado noite dessas no roqueiro Serguei. Aconteceu no palco do teatro onde o ator vive intensamente o papel de Jim Morrison em musical sobre a vida louca do lendário vocalista do The Doors. Dizem que Eriberto não gosta muito de falar do tempo em que era mais conhecido como “o namorado da Tiazinha”!

Mais experiente, Francisco Cuoco não está nem aí para o que vão dizer da namorada meio século mais nova que arrumou. Se ligasse para privacidade, não teria estreado a moça no castelo de ‘Caras’.