O Black Bloc do STF

Tutty Vasques

17 de agosto de 2013 | 06h31

reproduçãoLogo na primeira pedrada que acertou no telhado de vidro de Ricardo Lewandowski no julgamento dos recursos do mensalão, Joaquim Barbosa fez jus a seu novo apelido na intimidade da Corte: ‘Black Bloc do STF’.

Para quem a tudo assistia pela TV, o momento era aguardado como um gol. A favor ou contra, não importa o que pensa o telespectador, a ação direta do presidente do STF sempre salva a transmissão das sessões do tribunal do mais enfadonho zero a zero.

Mal comparando com a cobertura da Mídia Ninja em protestos de rua, se não rola um quebra-pau, ninguém aguenta quatro, cinco horas do blablablá de sempre.

Teve gente – decerto ligada na Globonews, a Mídia Ninja do julgamento do mensalão – que abriu a janela para gritar “chupa Lewandowski” quando Joaquim Barbosa acusou o ministro de “fazer chicana” no tribunal.

Sua excelência só precisa, data venia, tomar cuidado para não cair na tentação dos Black Blocs de rua: ninguém aguenta vidraça quebrada todo dia na TV!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.