O cara errado no lugar certo

Tutty Vasques

28 de novembro de 2012 | 02h45

reproduçãoFaltando ainda 17 dias para completar 1 ano que deixou a presidência do Corinthians para assumir o cargo de diretor de Seleções da CBF, Andrés Sanchez tem boas chances de comemorar a data já nomeado secretário de Esportes de São Paulo pelo prefeito eleito Fernando Haddad.

Com um currículo desses, francamente, a gente tem que tirar o chapéu para o nome mais cotado pelo PT para comandar a abertura da Copa de 2014 no Itaquerão.

Dizem que ele se dá bem porque é amigo do Lula, mas não custa lembrar que o José Dirceu e o Genoíno também o são!

Menos até que o poder, Andrés tem como seu maior patrimônio a pose! Pode até não ter sido chamado a decidir porcaria nenhuma desde que saiu do Corinthians, mas ninguém finge mandar tão bem quanto ele.

Agora mesmo, tem feito uma ginástica danada para manter a altivez em sua saída humilhante da CBF. Não é fácil nem para ele encerrar uma conversa para a qual nunca foi chamado.

Em meio à crise que deixou a seleção sem técnico, Sanchez vai acabar dando um jeito de empurrar com a barriga seu destino de cartola pela primeira vez para um posto de governo.

Cá pra nós, tem tudo pra dar certo, né não?!

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências: