O próximo pode ser você!

Tutty Vasques

02 Março 2013 | 06h41

ilustração pojucanTudo começou com aquele título da edição latino-americana da revista ‘Time’ anunciando Neymar como “o próximo Pelé”! Dias depois, Lula se proclamou o próximo Abraham Lincoln e já tem cardeal por aí dizendo que d. Odilo Scherer será o próximo papa.

Exageros à parte, o caso de Lula tem o agravante da presunção. Mesmo o mais vaidoso dos seres humanos costuma simular a humildade de deixar para os outros a iniciativa de sua consagração.

É até saudável que todo mundo queira ser o próximo maioral seja lá no que for, mas um pouco de modéstia – ainda que falsa! – também convém ao sujeito elevado em público ao posto de paradigma maior de seu ofício.

Eu, por exemplo, adoraria que vocês me chamassem pelas costas de “o próximo Stanislaw Ponte Preta” ou de “o próximo Luis Fernando Verissimo”, mas, pelamordedeus, não me matem de vergonha com tamanho disparate cara a cara.

Enfim, Neymar se mostrou honrado com sua indicação a rei, d. Odilo teve a grandeza de não comentar suas chances de virar papa, mas o Lula… Bem, o Lula resolveu dar esta colher de chá à memória de Abraham Lincoln.

Os americanos devem estar orgulhosos de seu ex-presidente!