O ser humano estragou tudo!

Tutty Vasques

28 Setembro 2013 | 06h39

reproduçãoCom o planeta podre desse jeito, francamente, a revista britânica ‘The Economist’ chegou às bancas esta semana com a pergunta errada: “O Brasil estragou tudo?”, convenhamos, é muita areia pro nosso caminhãozinho na pavimentação do fim do mundo.

A não ser que a reportagem de capa seja a primeira de uma série global – ‘A Espanha estragou tudo?’, ‘A Grécia Estragou tudo?’, ‘Os EUA estragaram tudo?’… –, não faz sentido tamanha decepção da imprensa do Reino Unido em particular com o Brasil.

‘Quem estragou tudo?’ talvez fosse título mais adequado num momento em que, afora a Angela Merkel, o Rock in Rio e as pesquisas com célula-tronco, nada mais parece dar certo no mundo!

Antes que o Eduardo Suplicy comece a cantar “the answer, my friend, is blowin’ in the wind”, a resposta talvez esteja no último relatório do Painel de Mudança Climática da ONU, que responsabilizou o homem pelo aquecimento global. Será que não foi o ser humano que estragou tudo?!