O ser humano se diverte olhando!

Tutty Vasques

25 Outubro 2012 | 07h40

Sérgio Castro/AEA cada edição do Salão do Automóvel, o ser humano como ele é – bobo, deslumbrado e invejoso – se revela mais sem disfarces, pena que ninguém tire os olhos das máquinas para espiar as pessoas ao redor.

Junto com os 500 carrões da mostra internacional inaugurada ontem em São Paulo, estima-se que nos próximos 10 dias 750 mil visitantes estarão em completa exposição, pra cima e pra baixo, no mega Pavilhão de Exposições do Anhembi!

Vem gente até de ônibus, de todos os cantos do País, sonhar com o que não pode consumir, aí incluídas aquelas moças de silicone contratadas pelas montadoras para mexer com o imaginário e o desejo por borracha nova de toda classe média em formação.

Gente que, como definia o poeta Torquato Neto observando sua aldeia, “não precisa fazer o mundo, diverte-se apenas olhando para ele!”

Tem coisa melhor? Se você não consegue atingir este grau de satisfação – quem manda ser intelectual e/ou metido a besta! –, taí mais um bom motivo para dar um pulinho até o dia 4 de novembro no Salão do Automóvel:

O ser humano feliz, não importa o motivo, é digno de admiração e, cá pra nós, de inveja!