O Sol por testemunha!

Tutty Vasques

27 Fevereiro 2013 | 06h45

ILUSTRAÇÃO POJUCANO verão, definitivamente, saiu de moda! Houve um tempo em que, a esta altura da tempestade solar, já dava para antever a retrospectiva que a imprensa faria logo adiante para anunciar o fim da estação.

A musa, a gíria, o tamanho da saia, o drinque de frutas, o point, o hit musical, o escândalo, o melhor sorvete, a tatuagem, a malhação da vez nas academias, a praia dos descolados, o ‘in’ e o ‘out’, o chique e o cafona, o que deu certo e o que deu errado, antigamente todo verão tinha marcas registradas.

O Rio, como se sabe, sempre foi a grande vitrine deste estado de espírito de tanga. Sediou, entre outros, o verão do fio dental, do topless, da lata, das Dunas da Gal, da Brigitte Bardot, do barrigão da Leila Diniz, do Gabeira com a calcinha do biquíni da prima, da pulseira quântica, do apito…

Em outras época, enfim, outras coisas além do calor davam o que falar sob o Sol de Ipanema. Este ano, em particular, nem a passagem de Yoani Sánchez pelo calçadão mobilizou o balneário.

Praticamente sem chuvas há quase três semanas, e sem água da bica desde domingo, o carioca não está achando a menor graça na estação. Não dá nem vontade de sair da praia!